Câncer aumenta 28% em 6 anos

Maior expectativa de vida e novos hábitos de vida têm sido apontados como as principais causas.

- Especialistas estimam que em 2018 serão registrados 18, 1 milhões de novos casos de câncer e que 9, 6 milhões de mortes relacionadas à doença ocorrerão, conforme observado pela Agência Internacional de Pesquisa de Câncer, que apresenta os resultados preocupantes de suas últimas pesquisas.

Entre os homens, um em cada cinco desenvolve um tumor em sua vida, e entre as mulheres, um em cada seis. Um homem entre oito morre da doença, e para eles a proporção é de um em onze. No entanto, o maior contraste é regional: na Europa existe a maior concentração, 23% dos casos e 20% das mortes, considerando que inclui apenas 9% da população. É seguido pela América, com 21% dos casos e 14% das mortes por 13% da população. No entanto, a África, com 500 milhões de habitantes, tem uma incidência de 6%. Segundo especialistas, isso ocorre porque " nas sociedades mais desenvolvidas, a expectativa de vida é maior e a incidência de câncer é maior . Nos países menos desenvolvidos, eles vivem menos e morrem mais por causas infecciosas", afirma Rafael Marcos-Gragera, epidemiologista do Instituto Catalão de Oncologia.

Esses números são provenientes das mais recentes pesquisas da Agência Internacional para Pesquisa do Câncer, em relação à Organização Mundial da Saúde, que acabaram de publicar seu relatório "Últimos dados globais sobre o câncer" (Últimos dados globais sobre o câncer) .

Katarzyna Białasiewicz
Etiquetas:  Bem estar Família Nutrição 

Artigos Interessantes

add