Encontre propriedades nutricionais e antioxidantes nas raízes e folhas dos morangos silvestres

Quarta-feira, 10 de junho de 2015.- Pesquisadores da Universidade Complutense de Madri (UCM) e da Universidade do Porto (Portugal) descobriram que as partes vegetativas dos morangos silvestres, como raízes, caules e folhas, têm propriedades nutricionais e antioxidantes, de acordo com trabalho publicado na revista 'Food Science and Technology'.

Estudos anteriores mostraram que as plantas silvestres geralmente contêm mais açúcares e vitamina B9 do que os vegetais comerciais, embora ambos tenham provado ser fontes de nutrientes.
No caso dos morangos silvestres, que crescem nas florestas e nas encostas das áreas montanhosas, eles são conhecidos por serem benéficos à saúde devido às suas propriedades diuréticas e adstringentes. E, como você viu agora, isso inclui tanto a fruta quanto suas raízes e partes vegetativas aéreas (caules e folhas).
"Até agora não havia nenhum estudo nutricional relacionado às partes vegetativas desta planta e não havia dados sobre a composição em termos de nutrientes e compostos bioativos de suas infusões e decocções", disse Patricia Morales, professora do Departamento de Nutrição e Bromatologia. II da UCM e co-autor do trabalho.

RICO EM VITAMINAS E ÁCIDOS ORGÂNICOS

A análise de amostras silvestres coletadas na Serra da Nogueira (Portugal) e morangos comerciais revelou que, além de qualidades nutricionais, raízes, caules e folhas também possuem propriedades antioxidantes, sendo ricos em vitamina E, C e outros ácidos orgânicos.
"Seria interessante realizar um estudo mais detalhado, mas resultados preliminares indicam que as raízes selvagens fornecem mais açúcares, ácidos graxos poliinsaturados, vitamina B9 e E em comparação com os comerciais", disse Morales.
Além disso, as amostras silvestres se destacaram em termos de minerais, cálcio, magnésio, ferro e manganês, em comparação ao potássio comercial, zinco e cobre, embora ambos os tipos "possam ser considerados fontes de nutrientes e compostos bioativos com importância fisiológica e nutricional ".

INFUSÕES PODEM SER FEITAS

Além da planta, os pesquisadores estudaram infusões e decocções preparadas com as amostras. As infusões foram feitas em água destilada fervente, na qual foi introduzido um grama de cada amostra, deixando-a em repouso por cinco minutos.
Nas decocções, as plantas foram submersas desde o início, deixando a água ferver por cinco minutos e deixando esfriar ao mesmo tempo.
Recomenda-se um consumo diário de 200 microgramas por dia de vitamina B 9 (ácido fólico e folatos), presente nas partes vegetativas, principalmente nas raízes. Portanto, e de acordo com os resultados obtidos, 100 mililitros por dia da infusão desses elementos da planta "podem contribuir significativamente para a ingestão diária de nutrientes, como é o caso dos folatos", afirmou.
Fonte: www.DiarioSalud.net Etiquetas:  Família Saúde Bem estar 

Artigos Interessantes

add